Biografia sobre Radiodifusores

SAYÃO LOBATO - REPÓRTER

SAYÃO LOBATO - REPÓRTER

Hoje minha homenagem é para os nossos brilhantes repórteres. Só quem é da área para saber o que estes valentes profissionais fazem para nos trazer, em primeira mão, as notícias, ou tendo belíssimas idéias, como a do nosso repórter de hoje. Antes de começar a contar o fato, para os que não conhecem a Capital Gaúcha, a sede campestre do BANRISUL - Banco do Estado do Rio Grande do Sul S. A. fica na beira do rio Guaíba. Os fundos da sede dá para a praia. Feito o esclarecimento, vamos ao fato:

Domingo, 6 de abril de 1969, bairro Tristeza, Porto Alegre. Um homem magérrimo aproxima-se da concentração da seleção brasileira pelo Guaíba. Caminhando. Água batendo no peito. O massagista Luiz Américo vê aquele jovem com um gravador na mão, já pisando as areias da praia, e vai executar sua função de segurança: "Não pode fazer entrevista, sai, sai...". Mas o jovem de gravador é Sayão Lobato, um repórter de uma rádio pequena, Rádio Itaí AM, cujo único esporte que transmite é o turfe, de boa conversa: "Pô, eu estou começanco na rádio, tenho três filhos, moro numa pensão, é o jeito me afirmar na rádio, não quero falar de futebol. Quero que o Pelé peça uma música...". Sayão fala e caminha. Pelé, já a uns 10 metros de distância se solidariza: "Deixa, eu peço a música para o guri". O pedido foi uma música do cantor Moacir Franco. Sayão avança: "Me dá uma camiseta para fazer uma promoção com os ouvintes?" Uma hora depois, ela saía da concentração, da mesma maneira que entrou, com pedidos musicais de todos os jogadores e mais promessa de duas camisetas.

Voltou para a Rádio, falou com o gerente Lorenzo Gabellini, apresentou a proposta: "Que tal a gente botar os jogadores da seleção pedindo música, uma por hora?" Gabellini riu. A seleção estava brigada com a imprensa, as entrevistas estavam proibidas e era impossível entrar na colônia de férias do Banrisul no bairro Tristeza, onde os jogadores estavam concentrados. "Está tudo aqui", respondeu Sayão, com o gravador na mão. E foi assim que na segunda-feira, dia 7, a Rádio Itaí AM passou o dia tocando os sucessos pedidos pelos jogadores da seleção.
Este é o Sayão Lobato. O repórter.