Biografia sobre Radiodifusores

DOMINGOS MÁRIO SYRPA

DOMINGOS MÁRIO SYRPA

Quando a Rádio Gaúcha fez sua primeira transmissão, em 1927, ele já era locutor de um sistema de autofalantes bem estabelecido na "Rua da Ladeira". Ainda não tinha visto um aparelho que captasse a voz a distância, mas ouvira falar muito dele quando fora sacristão do Padre Landell de Moura, sacerdote gaúcho que fez a primeira transmissão e recepção da voz humana a distância. Depois de desafiar Piratíni, inesquecível apresentador de "A Hora do Bicho", conseguiu emprego na Difusora, entrando para a seleta lista de pioneiros da radiodifusão no Rio Grande do Sul.

Syrpa lembrava com bom humor de um tempo que lhe parecia distante e fantástico. Tempo das galenas, dos empreendedores, como Arthur Pizzoli, da censura do Estado Novo, dos contratempos com os Diários Associados. Lembrava acima de tudo do tempo em que as peças fundamentais do rádio eram a audácia e o desejo de criar.

Este era o Turco do Sul.