Biografia sobre Radiodifusores

ARY REGO

ARY REGO

26.09.1918 - 20.09.2007

Ary Zenobini Rego, gaúcho, natural de Rio Grande, nascido a 26 de setembro de 1918, radialista, atuou como cantor, radioator, diretor de radioteatro, locutor e apresentador. Ingressou na Rádio Farroupilha no dia 19 de abril de 1947, ficando na condição de locutor por um ano aproximadamente, sua atividade era de 3 horas diária, começou a desempenhar a função de jornalista.

Como trazia características de cantor da Rádio Pelotense, onde começou sua carreira, em 1942, o convidaram a cantar. O responsável era Salvador Campanela, que lhe concedeu um contrato. Cantava duas vezes por semana: música popular, samba-canção e valsas, conforme a preferência do ouvinte. Em 1949 começou a participar do trabalho de radioteatro. Walter Ferreira era diretor de teatro da Rádio Farroupilha. Fez várias apresentações. Permaneceu junto ao elenco e acabou sendo diretor.

Ary Rego considerava a novela mais importante de sua participação, escrita por Jota Silvestre, intitulada "Os quatro filhos". Os ensaios do radioteatro ocorriam uma hora antes da novela entrar no ar. As apresentações eram todas ao vivo. Ele admite que teve várias funções dentro do rádio, porém o que realmente gostava, era estar dentro do estúdio com os colegas interpretando os papéis das novelas de radioteatro. Comandou, na Rádio Farroupilha, o programa de auditório chamado Clube do Guri, que ficou no ar no período de agosto de 1950 a julho de 1966, onde lançava jovens cantores, instrumentistas e bailarinas. O programa foi um dos descobridores da cantora Elis Regina, que começou a se apresentar no ano de 1957, aos 12 anos de idade. Entre outros nomes descobertos por Ary Rego estão Gisele Pimentel, Darcílio Messias, Jussara Souza, Roberto Gianoni, Elena Andrade e Edgar Pozzer. Além de apresentador, Ary Rego se encarregava da produção do programa, escrevendo os scripts e redigindo a publicidade do patrocinador. Para o sucesso do programa, contribuía também uma estrutura com quatro secretárias, locutores comerciais e sonoplastas, além da ajuda da esposa do apresentador, dona Daisy Araújo Rego.

Comandou ainda outros programas, como Colégio Musical (1952 a 1955), do qual surgiu a cantora Lourdes Rodrigues, A Voz de Ouro ABC (no fim dos anos 50) e Domingo Alegre (1955 a 1966). Ary Rego permaneceu na Rádio Farroupilha até 1979, transferindo-se para a Rádio Gaúcha, onde trabalhou na área comercial. Oito meses depois, aposentou-se do rádio, mas não parou de trabalhar. Por mais de 20 anos, dedicou-se à tarefa de corretor de imóveis.

Ary Rego faleceu em Porto Alegre-RS, a 20 de setembro de 2007, com 88 anos de idade, no Hospital Santa Rita, devido a um câncer no aparelho digestivo e deixa a esposa Daisy Araújo Rego, quatro filhos: Ierecê, Morevi, Andiara e Maira; nove netos e quatro bisnetos.