Artigos sobre Radiodifusão

CRONOLOGIA DO RÁDIO PAULISTANO

CRONOLOGIA DO RÁDIO PAULISTANO

ANOS 20

1923  NOVEMBRO
30 de novembro

Fundação da SQIG - Sociedade Rádio Educadora Paulista, em assembléia no Clube de Engenharia de São Paulo, sob a presidência do Ministro da Saúde, Dr. Belisário Pena. A iniciativa de fundar a emissora parte dos engenheiros Leonardo Jones Jr., Otávio Ferraz Sampaio, George Corbisier, de Luiz Ferraz de Mesquita e do comerciante Luiz do Amaral César, que se reúnem, ora na residência de Leonardo Jones, ora na de Luiz do Amaral César, à Rua Frei Caneca, nº 20A e 22, rescpectivamente, para realizar irradiações com um pequeno transmissor Pekam, de 10 watts.

1923  DEZEMBRO
10 de dezembro
São aprovados os estatutos da Sociedade Rádio Educadora Paulista, que passa a operar em uma das torres do Palácio das Indústrias no parque D. Pedro II.

1924  MARÇO
6 de março
A Sociedade Rádio Educadora Paulista irradia a primeira audição musical com um programa de valor artístico executando Chopin, Diaz, Paul Florence e Haydn. Nos intervalos, Napoleão de Aguiar reproduz algumas de suas imitações.

1924  JUNHO
17 de junho
Surge a Rádio Club São Paulo, segunda em São Paulo e quarta no Brasil, graças a um grupo de radioamadores, entre eles João Batista do Amaral e Dias Carneiro. Instalada na residência de João Batista do Amaral, à Alameda Barão de Limeira, a emissora irradia programas agradáveis, à base de chorinhos, solos de violão e piano.

1924  JULHO
5 de julho
Estoura a revolução tenentista em São Paulo e o Gen. Isidoro Dias Lopes toma a Rádio Club São Paulo para, através dos microfones, lançar o manifesto da revolução.

1924  NOVEMBRO
7 de novembro
O Rádio Club de São Paulo abre à freqüência dos senhores sócios e exmas. famílias, o salão social, à rua Líbero Badaró, 31, sobreloja, onde estão montados aparelhos de radiotelefonia, permitindo a todos os visitantes ouvirem os concertos e irradiações. A comissão de recepção está organizada pelos Srs. Joaquim Campos de Toledo, B. Servulo Sant’Anna, João Ferreira de Azambuja, Dr. José Oliveira de Barros, Álvaro Pinto, Horácio Machado e Afonso Vidal.

1924  DEZEMBRO
14 de dezembro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista abre os escritórios e a biblioteca, instalados no Palácio das Indústrias, todos os dias úteis, das 12h às 17h30min, podendo ser visitados não só pelos membros da sociedade, como também pelos amadores da telefonia sem fio.

23 de dezembro
Após “uma reunião de elementos de destaque da nossa melhor sociedade” foi decidida a fundação do Rádio Club de Ribeirão Preto e “resolvida a instalação de uma poderosa estação transmissora nesta cidade, com capacidade de 5 watts”. (A Cidade, 27 dez 1924). Nascia a primeira estação transmissora de rádio do interior do Brasil, que inicialmente recebeu o prefixo SQ1K e, posteriormente, os prefixos PRA-I e PRA-7. Hoje ele é intitulada Rádio Clube com prefixo ZYK-639 - 660 kHz. (A Primeira Rádio do Interior do Brasil,  autoria de André Luís Rezende e Gil Santiado, Edição do Autor, 2005)

1925  FEVEREIRO
9 de fevereiro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista instala um microfone na Bolsa de Mercadorias de São Paulo, para transmitir diariamente as cotações da Bolsa, nas diversas horas do pregão. As cotações de câmbio, café e outras mercadorias são lidas diretamente da Bolsa, às 10h45min (cotações de abertura) e às 16h (fechamento).

10 de fevereiro
A diretoria da Sociedade Rádio Educadora Paulista, com a presença do Sr. Frederico Vergueiro Steidel, Edgard Egydio de Souza Aranha, Heribaldo Siciliano, entre outros, reúne-se às 21h, na sede da emissora, no Palácio das Indústrias, para estudar as possibilidades de instalação de um transmissor de 1000 watts com alcance em todo o Estado, Estados vizinhos e mesmo países limítrofes do nosso.

1925  MARÇO
15 de março
A Rádio Educadora irradia os resultados dos importantes jogos internacionais realizados na Europa e em Montevidéu, acompanhados de pormenores bem como dos demais realizados nesta capital e no interior do Estado. O resultado do encontro entre o Clube Atlético Paulistano e Franceses foi transmitido com detalhes às 16h30min.

1925  ABRIL
14 de abril
Dão entrada, na secretaria da Rádio Educadora, propostas para sócios dos Srs. Dr. Newton de Castro, de São João da Boa Vista; Paulo Ventura e Dr. Livramento Barreto, de São Paulo; Dr. Roquette Pinto e comandante Mário B. Barreto, do Rio de Janeiro e Herman Danz, de Nova York.

1925  NOVEMBRO
14 de novembro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista utiliza, pela primeira vez, nessa irradiação, os microfones de alta resistência da Western Electric de sua nova estação ultrapotente.

1925  DEZEMBRO
5 de dezembro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista transmite, no programa da noite, o concerto do Maestro Heitor Villa-Lobos, realizado no Teatro Municipal.

1926  JANEIRO
28 de janeiro
A Sociedade Rádio Educadora irradia na programação noturna, a representação da comédia lírica Um caso singular, de autoria de Carlos Campos, com letra do maestro Gomes Cardim, diretamente do Teatro Municipal.

1926  MARÇO
23 de março
Às 16h, lançamento da pedra fundamental do edifício da Sociedade Rádio Educadora Paulista, à Rua Carlos Sampaio, 5.

1926  MAIO
1º de maio
A Rádio Educadora elege a diretoria da Sociedade, representada, a partir desta data, por Dr. Bento Bueno (presidente), Frederico Steidel (vice-presidente), Dr. Jorge Corbisier (1º secretário), Alberto Byington Júnior (2º secretário) e Luiz Amaral César (tesoureiro).

30 de maio
A Sociedade Rádio Educadora Paulista irradia um programa de óperas, às 14h15min e às 20h45min, representadas pela Companhia Lírica Italiana, no Teatro Municipal.

1926  JUNHO
30 de junho
A Sociedade Rádio Educadora Paulista prepara-se para a inauguração de suas novas instalações, à Rua Carlos Sampaio, 5. Dentro de poucos dias, vai iniciar as operações nesta Capital, com modernos aparelhos adquiridos da Cia. Western Electric. O Sr. Leonardo Jones Jr., engenheiro técnico e o Sr. Moraes são os responsáveis pela construção das torres, pavilhões para máquinas e o estúdio, sob a direção do Sr. P. A. Anderson, engenheiro e um dos mais competentes peritos de rádio no mundo, especialmente designado pela Belle Telephone Laboratories, para orientar a construção do transmissor. As torres e o pavilhão já estão prontos com as respectivas máquinas instaladas, e a construção do estúdio será iniciada brevemente. A estação funcionará diariamente dando as cotações da bolsa, irradiando concertos duas vezes por dia, divulgando as últimas notícias de interesse geral, reproduzindo óperas do Teatro Municipal, concertos instrumentais e vocais, conferências científicas, serões de declamação e palestras para crianças. A mensalidade para sócios é de 5 mil réis.

1926  SETEMBRO
27 de setembro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista vem realizando um programa diário, dedicado às crianças, intitulado Quarto de Hora da Criança, a cargo de dedicada professora, afeita ao trato das crianças, e que em renhido concurso, realizado na semana última, foi batizada com o nome de Tia Brasília. A Sociedade espera que os amadores saibam apreciar o alcance desta iniciativa e chamem a atenção de seus filhos para os contos da “Tia Brasília”.

1926  NOVEMBRO
15 de novembro
Às 21h05min, primeira irradiação simultânea da Rádio Educadora Paulista em combinação com a Rádio Club do Brasil do Rio de Janeiro. O programa transmitido é o do Rádio Club do Brasil, apresentando um grande concerto vocal e instrumental, diretamente do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, em homenagem ao novo Presidente da República, o Sr. Washington Luís.

25 de novembro
Inauguração do novo estúdio da Sociedade Rádio Educadora Paulista, com um programa em transmissão combinada com a SQAB, Rádio Club do Brasil, do Rio de janeiro, que conta com a participação de Guiomar Novaes e Bidú Sayão. A nova estação transmissora tem 1.000 watts de potência e duas torres de 55 metros. Trata-se da quinta experiência de transmissão simultânea, por estações situadas a longa distância.

1926  DEZEMBRO
25 de dezembro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista irradia uma audição do professor Pixinguinha, por ocasião da inauguração do aparelho receptor instalado no Hospital de Crianças da Cruz Vermelha.

1927  MARÇO
12 de março
A Sociedade Rádio Educadora Paulista irradia uma “conferência regional” intitulada O Conde Maldito, dramalhão caipira em 14 atos, original de João Boava, a cargo do Dr. Plínio de Castro Ferraz, entre 21 e 23 horas.

1927  ABRIL
8 de abril
O ator Sebastião Arruda faz uma conferência humorística regional, às 22h, na Sociedade Rádio Educadora Paulista.

1927  MAIO
2 de maio
Fundação da Sociedade Rádio Cruzeiro do Sul - SQBO, instalada à Rua José Bonifácio, 21 - 1º andar. A estação funciona em caráter experimental, sendo mantida com recursos conseguidos pela diretoria, composta por Alberto Byington Júnior e Eugênio Falkenburg.

11 de maio
A Rádio Educadora, com o objetivo de proporcionar programas ineressantes aos associados, apresenta, às 20h30min, uma audição de órgão, com um microfone instalado no mosteiro de São Bento, fato inédito para a radiotelefonia de São Paulo.

1927  JULHO
7 de julho
A Sociedade Rádio Cruzeiro do Sul - SQBO, é autorizada a funcionar por ato baixado pelo Dr. Victor Konder, ministro da Viação, devendo para isso, montar uma estação transmissora. Todo o material, importado dos Estados Unidos pela Cia. Westinghouse, já se encontra em São Paulo, tendo sido o transmissor montado nas oficinas da Casa Byington e Cia, sob a direção do engenheiro Sr. Falkenburg. A SQBO começará a funcionar com a potência de 1000 watts, onda de 225,2 metros.

1927  OUTUBRO
6 de outubro
Após 3 meses de trabalhos e repetidas experiências, a Sociedade Rádio Cruzeiro do Sul, inicia suas transmissões regulares, que, de manhã, se efetuarão das 10h30min às 12h, reiniciando-se às 18h, com a emissora instalada no Jardim América. A sede da nova Sociedade à Rua José Bonifácio, ocupa a secretaria, os dois estúdios e mais dependências de todo o primeiro andar do prédio nº 21. A SQBO está irradiando com onda de 325 metros, com a potência de 1000 watts. Nestes últimos tempos, tem sido grande a afluência de visitantes aos estúdios da estação. Tratando-se de uma iniciativa de grande vulto, não poderá a nova Sociedade prescindir do amparo do público, a quem se destinam suas transmissões. Assim, de acordo com o artigo 3 dos estatutos, acham-se, desde hoje, abertas as inscrições de associados. A contribuição mensal é de 5 mil réis.

8 de outubro
A Sociedade Rádio Cruzeiro do Sul apresenta, a partir das 10h40min às 19h30min, notícias, transmissão de discos cedidos pela Casa Victor, hora certa, e musical variado de jazz band, orquestra típica argentina e música clássica.

1927  NOVEMBRO
13 de novembro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista liga uma linha telefônica diretamente do estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, até sua estação transmissora nesta Capital, e envia para lá um speaker, a fim de transmitir o movimento geral da partida futebolística que se realiza na então Capital Federal, entre paulistas e cariocas, para disputa do título de campeão brasileiro.

30 de novembro
A Rádio Educadora Paulista comemora o quarto aniversário de fundação e oferece o programa do dia aos sócios e ao comércio em geral, que tanto têm trabalhado pelo seu progresso.

1928  JANEIRO
20 de janeiro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista irradia, às 17h, aula de trabalhos domésticos, dedicada às senhoras donas-de-casa e a cargo de professora especialista.

1928  ABRIL
2 de abril
Fundação da Rádio Sociedade Record, pelo advogado e comerciante Álvaro Liberato de Macedo, proprietário da Casa de discos Record.

1928  AGOSTO
15 de agosto
A Rádio Educadora Paulista transmite, às 21h, programa de música seleta, organizado e oferecido aos sócios da estação, pela General Motors of Brazil S.A.

1928  OUTUBRO
23 de outubro
Inauguração da Rádio Sociedade Record, prefixo PQR, que passa a funcionar com onda de 297 metros, potência de 500 watts, tendo como diretor presidente o Dr. Álvaro Liberato de Macedo. O programa inaugural desta Sociedade inicia às 20h30min, um programa variado de música e canto, proporcionado pelo Quarteto Paulista e números escolhidos de sopranos, tenores, barítonos e os maestros Borselli, José Novi e Américo Bellardi. A ordem do programa é anunciada pelo speaker, o início e o encerramento desta irradiação inaugural são dados por um jazz-band.

1929  JANEIRO
As emissoras paulistanas mudam os seus indicativos e passam a ser Prs. A Sociedade Rádio Educadora Paulista muda o seu prefixo para PRAE e a Rádio Sociedade Record para PRAR.

1929  MARÇO
15 de março
Às 21h30min, o ator Raul Roulien e vários elementos de sua companhia comparecem à sede da Sociedade Rádio Educadora Paulista, de onde irradiam uma peça completa de seu repertório. É a primeira vez que se realiza em São Paulo uma sessão de teatro pelo rádio.

17 de março
A Sociedade Rádio Educadora Paulista irradia das 19h30min às 20h30min Hora Regional, a cargo do “Rei dos Caipiras”, Cornélio Pires, com sua turma de caipiras legítimos, apresentando coisas da vida do sertão e imitações dos pássaros sertanejos.

21 de março
A Rádio Educadora Paulista resolve promover semanalmente, a partir de hoje, vesperais radiotelefônicas elegantes, destinados às gentis senhoras e senhoritas amadoras. Esses vesperais devem obedecer programas especiais, constituídos de números literários e musicais escolhidos. Devem realizar-se às quintas-feiras, das 16h30min às 18h. Do programa de hoje, constam números de canto pelo artista Raul Roulien, rapsódias em jazz pela Pan American Orquestra e representação da peça em verso de Júlio Dantas, Rosas de todo o ano, por artistas diversos.

1929  ABRIL
5 de abril
A direção artística da Sociedade Rádio Educadora Paulista, no intuito de elevar o nível dos programas e satisfazer os sócios amantes da boa música, inaugura na hora de música fina, o novo “Quarteto Clássico Rádio Educadora” sob a direção do maestro Torquato Amore.

30 de abril
A Rádio Educadora Paulista, a partir de hoje, e enquanto durarem as obras de reforma do seu aparelho transmissor, fará irradiações do estúdio pelos transmissores da Rádio Record, cedidos pelo seu diretor Dr. Álvaro Liberato de Macedo. O horário das irradiações é o habitual.

1929  JUNHO
26 de junho
O ator Raul Roulien apresenta um radiovesperal, aos sócios da Rádio Educadora Paulista, com a representação da peça O irresistível Roberto.

1929  JULHO
15 de julho
A Rádio Educadora Paulista desenvolvendo programa de informar os fatos mais importantes do dia, instala, em combinação com a Companhia Telefônica Brasileira, o seu microfone no recinto do Congresso, a fim de transmitir aos seus ouvintes a leitura da mensagem presidencial.

1929  AGOSTO
7 de agosto
A Rádio Sociedade Record a partir desta data, passa a irradiar, às segundas, quartas e sextas-feira, programas de músicas, variadas, e terças, quintas-feira, sábados e domingos, às horas de costume, discos da Casa Record.

1929  SETEMBRO
13 de setembro
A partir das 21h, apresentação de um programa especial organizado e dirigido pelo maestro Villa Lobos e por ele oferecido aos sócios da Rádio Educadora Paulista.

21 de setembro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista transmite das 20h30min às 20h45min, palestras sobre o cinema falado, pelo Sr. Oduvaldo Vianna.

1929  OUTUBRO
9 de outubro
A Rádio Sociedade Record apresenta, das 21 horas em diante, irradiação inédita pelo rádio de Uma reunião íntima, em homenagem ao grande violinista Sr. Pernambuco, com a colaboração de músicos e elementos da estação. Esta transmissão é a primeira que se faz, neste gênero, pois o microfone permanece aberto, tendo os ouvintes a oportunidade de ouvir as prosas, afinações, risadas, enfim, tudo quanto se refere a uma reunião de colaboradores da música e do rádio.

23 de outubro
Comemoração do 1º aniversário da Sociedade Rádio Record com um programa especial, apresentando “Jantar Dançante” a cargo do Jazz Orquestra José Maria, composto de 14 figuras e número de canto pela Srta. Ida Baldi e pelo Sr. Arnaldo Pescuma.

1929  DEZEMBRO
5 de dezembro
A Sociedade Rádio Educadora Paulista inaugura os melhoramentos introduzidos nos seus estúdios que acabam de passar por completa reforma, adaptando-se às mais recentes exigências das modernas estações de broadcasting.

ANOS 30

1931  OUTUBRO
12 de outubro
A PRAE - Rádio Educadora Paulista irradia as solenidades de inauguração da estátua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro, com instalação de alto-falantes na Praça do Patriarca e Praça da Sé. A emissora envia o speaker repórter Mário Ferraz Sampaio para a transmissão do evento.

1932  MARÇO

1º de março
Entra em vigor o Decreto nº 21.111, que regulamenta a execução dos serviços de radiocomunicações no Brasil. O artigo 73 do Regulamento do Serviço de Radiocomunicação autoriza a propaganda comercial no rádio, sendo que o tempo de irradiação de anúncios não devem ultrapassar 10% do total de programas de cada emissora. De acordo com o artigo 93, parágrafo 3, todos que tenham ou quiserem instalar aparelhos de rádio, devem pagar uma taxa de 2 mil réis em selos, a título de inscrição anual dos aparelhos, sob pena de incorrer na perda dos mesmos. A inscrição é gratuita quando requerida para os sócios, pelas sociedades de rádio que participam da rede de radiodifusão.

1933  AGOSTO
8 de agosto
As emissoras paulistanas mudam o prefixo. A Rádio Sociedade Record, de PRAR para PRB-9; a Rádio Educadora Paulista, de PRAE para PRE-6; e a Rádio Cruzeiro do Su, de PRAO para PRB-6.

1933  NOVEMBRO
4 de novembro
Fundação da PRE-7 - Sociedade Rádio Cosmos, nova emissora da Organização Byington. Contudo, a emissora passa a funcionar efetivamente em 15.10.1934, com a inauguração da sua estação transmissora.

1933  DEZEMBRO
8 de dezembro
O Jornal Folha da Noite noticia a descoberta de uma estação clandestina de rádio operando com o prefixo PRA-5, da Rádio Club São Paulo. A estação, montada nos fundos do prédio da firma Irmãos Grazzini, à Rua Irmã Simpliciana, 11, por um técnico da empresa, irradiava, a título de experiência, “pilhérias impróprias”. O material foi apreendido pelo comissário da Ordem Política, Dr. Alfredo Pagliucci, auxiliado pelo inspetor chefe da Seção Radiotelegráfica dos Correios, Dr. João Leôncio de Araújo.

23 de dezembro
A Rádio Difusora São Paulo é constituída por escritura, no 9º Tabelião com a seguinte diretoria: Presidente, Dr. Luiz Antônio F. Assumpção; Secretário, Décio Pacheco Silveira; superintendente, Manfredo Antônio da Costa; Gerente da Broadcasting, Fernando G. Costa e Gerente Técnico, J. M. Lacerda.

1934  MARÇO
2 de março
A PRA-5 - Rádio São Paulo inicia as experiências com a inauguração da primeira parte do poderoso transmissor que funcionará na onda de 1295 Kilociclos. Às 19 horas, a emissora é posta no ar, anunciada pelo speaker Jorge Amaral. Em seguida, fala o Dr. Leonardo Jones Jr., engenheiro técnico, responsável pela construção do novo transmissor. Passam pelos microfones da PRA-5, a pianista Antonieta Rudge, o poeta Guilherme de Almeida e outros artistas. A regência da orquestra, sob o comando do maestro Brenno Rossi apresenta, em audição especial, Variações Sobre o Luar do Sertão, do maestro Amadeu Russo. Os programas da Rádio São Paulo vão ao ar das 19h às 22h.

1934  MAIO
23 de maio
O Governo Federal, através do Departamento Oficial de Publicidade, institui a Hora Nacional, obrigando as emissoras brasileiras a conceder uma hora da programação diária, das 20h30min às 21h30min, para a veiculação de programas informativos e educacionais organizados por Roquette Pinto. As emissoras paulistanas, em protesto, instituem a Hora do Silêncio, não transmitindo o programa.

24 de maio
Fundação da Sociedade Anônima Rádio Tupi, em assembléia geral realizada na Praça Patriarca, nº 9-A, com a presença dos seguintes acionistas: Samuel Ribeiro, Antônio Prado Jr., Gilberto Sampaio, Ismael Ribeiro, Fábio Prado, José Pires do Rio, René Thiolier, Oswaldo Chateaubriand, na qualidade de diretor tesoureiro do jornal Diário da Noite e Cristóvam Dantas, na qualidade de diretor presidente do jornal Diário de São Paulo.

1934  JUNHO
2 de junho
Fundação da Federação Paulista das Sociedades de Rádio por um grupo de proprietários de emissoras de São Paulo, entre eles, Paulo Machado de Carvalho, Alberto Byington Jr., João Batista do Amaral e outros.

16 de junho
Fundação da PRE-4 - Rádio Cultura, a voz do espaço, na Rua Padre João Manoel, 34. A emissora surge de uma brincadeira dos Irmãos Fontoura e alguns amigos que montam na garagem de uma residência, na Rua Padre João Manoel, uma estação operando, a princípio, clandestinamente com o nome DKI - A Voz do Juqueri. A aventura ganha vulto e sucesso e a emissora nasce oficialmente com diretoria assim constituída: Presidente, Olavo de Castro Fontoura; Superintendente, João Alberto Salles Moreira; Diretor de Broadcasting, Geraldo Macedo; Diretor Artístico Geral, Frank Smith; Diretor Técnico, Álvaro Macedo Jr.; Speakers, Otávio Mendes Cajado e Roberto Moreira Filho. A emissora conta com grande número de artistas exclusivos, entre os quais, Vital Fernandes da Silva, o Nhô Totico.

1934  NOVEMBRO
24 de novembro
Às 21h30min, solenidade de inauguração da PRF-3 - Rádio Difusora São Paulo presidida pelo Dr. Francisco Machado Campos, secretário da Viação, representando o Dr. Armando de Sales Oliveira, interventor federal em São Paulo. Após os discursos do Dr. Luiz Assumpção, presidente da emissora e do Dr. Machado de Campos, o programa inaugural é aberto com a balada da Ópera Guarani, pela soprano Abigail Parecis, com a orquestra sinfônica dirigida pelo maestro Martinez Grau. A nova estação destaca-se por possuir a primeira torre irradiadora de 87 metros de altura, que se instala na América do Sul e a primeira com sistema de refrigeração de válvulas de circuito fechado e silencioso e com aparelhamento especial para reportagens extra-estúdio. A Rádio Difusora também é a primeira a se organizar sob a forma de Sociedade Anônima, sendo seus incorporadores os Drs. Luiz Antônio Fleury Assumpção e Manfredo Antônio Costa. Na lista de seus acionistas figuram nomes de grande relevo nos meios bancários, comerciais e culturais.

1935  JANEIRO
1º de janeiro
Inauguração, às 21 horas, da emissora Cine Rádio Jornal, instalada à Rua 12 de Outubro, Lapa. Dotada de modernos aparelhos, a estação tem como diretor gerente o Sr. José Casas Garcia e o Sr. João M. Sarra, na direção técnica.

1935  ABRIL
4 de abril
Às 21 horas, a Rádio Difusora São Paulo inicia as apresentações de radioteatro.

1936  JANEIRO
25 de janeiro
A PRA-5 - Rádio São Paulo inaugura o serviço de reportagem volante para a cobertura do desfile militar durante as comemorações do aniversário da cidade. O microfone da Rádio São Paulo, conduzido noma motocicleta pelo speaker João Ferreira Fontes, o primeiro repórter volante da América do Sul, transmite os acontecimentos do veículo em movimento.

1936 MAIO
31 de maio
Inauguração da primeira estação católica brasileira, A Voz de Anchieta, com recital de Guiomar Novaes, às 21 horas, na PRG-9 - Rádio Excelsior. O acontecimento marca a nova fase da Rádio Excelsior, agora exclusivamente católica, idealizada por José Augusto Siqueira e D. José Gaspar de Afonseca e Silva, bispo auxiliar de São Paulo. Em fase experimental, a estação irradia Hora de Matinas, das 7h30min às 8h30min; Hora de Completas e Oração Noturna, das 22h30min às 23h, com locução do cônego Manoel Correa de Macedo, tendo como locutores adjuntos Renato Ribeiro de Macedo e Tito Fleury Martins.

1936  SETEMBRO
22 de setembro
Às 19h30min, a Rádio Difusora São Paulo inaugura a sua nova torre  transmissora com 93 metros de altura.

1936  DEZEMBRO
30 de dezembro
Inauguração, às 20 horas, das novas instalações da PRE-4 - Rádio Cultura, em terreno de 11000 m2, na Avenida Jabaquara, 2983, Parque do Jabaquara. A emissora lança uma novidade, até o momento usada na Europa e Estados Unidos, ou seja, a irradiação por meio de ondas dirigidas. O aperfeiçoamento evita desperdício de ondas, elimina ruídos de estática, permitindo uma audição nítida em pontos longínquos. O ator Procópio Ferreira participa do programa inaugural interpretando a peça Deus lhe pague, de Joraci Camargo.

1937  JANEIRO
4 de janeiro
Pela primeira vez no Brasil. a PRF-3 - Rádio Difusora São Paulo irradia, às 16 horas, um programa especial do Brasil para os Estados Unidos. O programa de uma hora de duração, organizado pelo maestro Kaniefsky, diretor artístico da Rádio Difusora, apresenta músicas brasileiras; samba, marchinha, batucada, frevo, maracatu e embolada. Trinta minutos são dedicados ao The National Radio Club, da Pensilvânia e outros trinta, ao Newark News Radio Club. A locução, em português e inglês, está confiada a Nicolau Tuma e um alto funcionário do Consulado Americano em São Paulo.

9 de janeiro
A Rádio Cruzeiro do Sul inicia a recepção de uma série de programas americanos em combinação com a National Broadcasting Co., Radiobrás e PRD-2 - Rádio Cruzeiro do Sul do Rio de Janeiro.

23 de janeiro
A Rádio Cruzeiro do Sul irradia às 15h45min diretamente do Metropolitan de Nova York, Contos de Hoffmann, com Lawrence Tibbet, em combinação com a Radiobrás e N. B. C.

1937  MAIO
6 de maio
Inauguração da PRH-9 - Sociedade Bandeirante de Radiodifusão, com estúdios à Rua São Bento, no antigo prédio da Bolsa de Mercadorias. A diretoria é composta entre outros pelo Sr. José Pires de Oliveira, diretor presidente; Jorge Gomes Guimarães, diretor superintendente; Eneas Machado de Assis, direção de broadcasting. O programa inaugural foi aberto com o Hino Nacional e, em seguida, discursaram o Sr. José Pires de Oliveira e Dr. Silvio Portugal, secretário da Justiça. Formavam o quadro de speakers, Joaquim Carlos Nobre, Tito Fleury Martins, Mário de Carvalho Araújo e Plínio Freire Campelo.

1937  SETEMBRO
3 de setembro
Às 21 horas, inauguração da PRG-2 - Rádio Tupi de São Paulo, a mais poderosa emissora paulista, à Rua 7 de Abril. Pertencendo aos Diários Associados, a emissora tem a gerência de Antônio Herman Dias de Menezes e direção artística do maestro Souza Lima. É a estação de maior potência no país, construída em Londres e montada em São Paulo pela Marconi Wireless Telegraph. A cerimônia conta com a presença do governador Cardoso de Mello Neto, do prefeito Fábio da Silva Prado e Assis Chateaubriand, entre outras autoridades. O programa inaugural, aberto com o Hino Nacional pelo Orfeão Militar de Pernambuco, apresenta músicas clássicas e música popular (cocos e maracatus). O tenor mexicano, da NBC, Pedro Vargas e a soprano Irene Cunha Bueno cantam trechos da ópera O Guarani, de Carlos Gomes. Participam também a pianista Antonieta Rudge e o violonista Anselmo Zlatopolski.

1938  MAIO
8 de maio
A Rádio Cruzeiro do Sul transmite, diretamente de Roma, os discursos de Hitler e Mussolini.

1938  JUNHO
5 de junho
Gagliano Neto transmite para a Rádio Cruzeiro do Sul de São Paulo o primeiro jogo do Brasil, contra a Polônia, pelo Campeonato Mundial de Futebol, diretamente de Strasburg, na França. A recepção é feita pela PRH-3 - Rádio Clube do Brasil do Rio de Janeiro, estação-chave da maior cadeia de estações de rádio, até então, constituída no Brasil.

1938  DEZEMBRO
31 de dezembro
A Rádio Record inicia as suas transmissões, em novas instalações, no 13º andar do Edifício Xavier, à Rua Conselheiro Crispiniano, 29, esquina com a Rua 7 de Abril.

1939  FEVEREIRO
6 de fevereiro
A Rádio Educadora Paulista inicia suas atividades, com a parte técnica inteiramente instalada na Vila Buenos Aires, Penha. Os estúdios continuam a funcionar à Rua Carlos Sampaio, 5.

1939  MARÇO
4 de março
Inauguração dos estúdios da PRE-4 - Rádio Cultura, à Avenida São João, 1285, com um número especial homenageando as outras emissoras paulistanas. Trata-se de uma opereta, de autoria de Eneas Machado de Assis.

20 de março
A PRG-9 - Rádio Excelsior passa a ocupar os estúdios do 1º andar do prédio da Praça da República, 15, antigas instalações da Rádio Record.

23 de março
A Sociedade Bandeirante de Radiodifusão transforma-se em Sociedade Anônima, com a seguinte diretoria: Domingos Pires, presidente; Otávio Gabus Mendes, superintendente; Luis Nicolini, gerente e Farid Riskallah, secretário.

28 de março
Inauguração do Palácio do Rádio, auditório da PRE-4 - Rádio Cultura, à Avenida São João, 1285. É uma autêntica sala de espetáculos, com 400 poltronas dispostas em dois planos - platéia e balcão - e estúdio aberto, em palco, permitindo o contato direto entre artistas e espectadores. As instalações dispõem de ar condicionado, iluminação indireta e um mirante no alto do edifício com magnífica visão da Av. São João.

1939  SETEMBRO
A PRG-2 - Rádio Tupi de São Paulo introduz uma novidade já adotada na Argentina: dois locutores revezam-se na leitura dos textos de anúncios.

1939  NOVEMBRO
19 de novembro
Lançamento da pedra fundamental da PRH-3 - Rádio Piratininga, à Rua Pai Pirá, no Brooklyn. A diretoria da estação é constituída pelo professor Campos Vergal, Pedro de Camargo, Floriano Costa, Dr. Romeu do Amaral Camargo, Odilon Negão e Benedito Galvão. A nova estação terá orientação religiosa, da doutrina espírita.