Artigos sobre Radiodifusão

A FRACA MEMÓRIA DO RÁDIO

A FRACA MEMÓRIA DO RÁDIO

Reconhecidamente, o rádio ou, mais amplamente, a radiodifusão não tem memória. Qualquer bem-intencionada pesquisa que já se tenha elaborada, sempre esbarrou no desinteresse ou na desinformação das empresas de rádio mais antigas, pelas suas origens, suas biografias, seus primeiros responsáveis. Pouquíssimas deram valor às suas próprias histórias, e os dados que fornecem, são precários e, as vezes, contraditórios. Arnaldo Ballvé, que foi um pioneiro, nascido em Quarai, Rio Grande do Sul, fundou a Rádio Farroupilha, a 24 de julho de 1935, mais precisamente às 17h30min, juntamente com os filhos do Gen. Flores da Cunha, então Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Luiz e Antônio, acalentava um sonho. Achava que o interior tinha possibilidades e queria instalar emissoras locais. Seus amigos tentaram dissuadi-lo, afirmavam que o interior não tinha condições. Mas ele persistiu e conseguiu naquela época, quinze concessões. Foram Santa Cruz do Sul, Caxias do Sul, Alegrete, Carazinho, Cruz Alta, Cachoeira do Sul, Erechim, Passo Fundo, Santo Ângelo, Novo Hamburgo (Rádio Progresso), São Leopoldo (Rádio Progresso), Encantado, Rio Pardo, São Gabriel e Estrela (Rádio Alto Taquari). Todas as emissoras pertenciam ao Grupo “Emissoras Reunidas Rádio Cultura Ltda.”, mais tarde, apenas Emissoras Reunidas, com sede em Porto Alelgre. Rádio Cultura foi suprimido porque descobriu-se que já existia outra estação com este nome. Não lembro a ordem das inaugurações. Uma coisa interessante é que oito ou nove delas foram inauguradas no mesmo ano de 1947. Foi uma façanha. 

A primeira transmissão da Rádio Farroupilha de Porto Alegre-RS, com 25 Kw de potência, partiu do Palácio Piratini, na presença do governador Flores da Cunha e outras autoridades. Possuia um canal exclusivo, ou seja, trabalhava numa freqüência a qual nenhuma outra estação do mundo tinha acesso. A emissora foi instalada num casarão da Duque de Caxias, esquina com o viaduto da Av. Borges de Medeiros, e durante muitos anos foi também o endereço da família Arnaldo Ballvé, que morou no andar superior.

O RÁDIO EM FARROUPILHA-RS

                      Em 1946, Ibanor Tartarotti inaugurou em sua terra natal, Farroupilha-RS, um serviço de auto-falantes. O Clube do Comércio contribuiu financeiramente e cedeu sua secretaria para a instalação do estúdio. Cerca de 11 “cornetas”, de boa potência, foram instaladas nos postes de luz da rua principal. Ibanor Tartarotti, então com 19 anos, operava toda a “estação”, o microfone e a mesa, além de fazer e vender a publicidade. Ao longo de quase todo o ano, “A Voz da Cidade”, ou “A Voz do Poste”, foi ao ar por algumas horas, todos os dias.

O RÁDIO EM ALEGRETE-RS

A 7 de fevereiro de 1947 foi fundada a Rádio Alegrete, emissora integrante do Grupo “Emissoras Reunidas Rádio Cultura Ltda.”, com sede em Porto Alegre.

O RÁDIO EM CARAZINHO-RS

A 17 de maio de 1947 foi fundada a Rádio Carazinho, emissora integrante do Grupo “Emissoras Reunidas Rádio Cultura Ltda.”, com sede em Porto Alegre..

O RÁDIO EM BENTO GONÇALVES-RS

A 26 de junho de 1947 foi fundada a Sociedade Radiodifusora Bento Gonçalves.

O RÁDIO EM ERECHIM-RS

A 2 de julho de 1947 foi fundada a Rádio Erechim, emissora integrante do Grupo “Emissoras Reunidas Rádio Cultura Ltda.”, com sede em Porto Alegre.

O RÁDIO EM SANTO ÂNGELO-RS

A 15 de agosto de 1947 foi fundada, pelo Sr. Arnaldo Ballvé,  a Rádio Santo Ângelo - ZYF-6, emissora integrante do Grupo “Emissoras Reunidas Rádio Cultura Ltda.”, com sede em Porto Alegre e uma rede com quinze rádios no interior gaúcho.

O RÁDIO EM SÃO LEOPOLDO-RS

A 14 de fevereiro de 1948 foi fundada a Rádio Progresso, emissora integrante do Grupo “Emissoras Reunidas Rádio Cultura Ltda.”, com sede em Porto Alegre. Pioneira da Cidade.

O RÁDIO EM VACARIA-RS

No começo da era do rádio, enquanto inúmeras cidades espalhadas pelo Brasil tinham um serviço de alto-falantes, normalmente conhecido como a voz do poste, Vacaria, na serra gaúcha, possuía a sua voz da janela. O sistema, montado no Cine Guarani, estava apontado para a praça matriz e embalava os bordejos de final de tarde. A voz da janela representou a principal fonte de lazer e informação da cidade até a fundação, em 1949, da Rádio Difusora de Vacaria, emissora do Grupo Rádio Difusão do Sul do Brasil S.A., com sede em Erechim.

O RÁDIO EM LAJEADO-RS

Em 1951, Lauro Matias Müller ajudou a fundar a Rádio Independente de Lajeado. A emissora nasceu tímida, com um transmissor de apenas 100 watts de potência e uma licença para funcionar somente durante o dia. Sua programação iniciava-se às 6 horas, encerrava-se às 18 horas e oferecia pouco espaço para as notícias. Contava com programas de auditório, que buscavam incentivar músicos locais e programas dedicados especialmente ao público infanto-juvenil, mas previlegiava a apresentação contínua de músicas. “Era praticamente uma rádio toca-discos”, diz Lauro Matias Müller, “com poucos funcionários pagos e que buscava talentos locais.” Enquanto funcionou neste horário, a população de Lajeado acostomou-se a chamar a Rádio Independendente de “Rádio Galinho”, já que ela acordava quando o galo cantava e dormia na mesma hora que as galinhas. Um ano depois, o apelido deixou de ter sentido - a Rádio Independente consegue autorização para transmitir também durante a noite e instala um transmissor com 250 Watts.

Curiosamente, os sucessivos aumentos da potência costumam assinalar mais que um marco no desenvolvimento técnico da emissora. O transmissor de 1 Kw, por exemplo, foi instalado em prédio próprio, no primeiro complexo de rádio unificado do Rio Grande do Sul, reunindo, numa mesma área, o sistema irradiante, os transmissores, o estúdio e todos os serviços administrativos. Da mesma forma, em 1981, ano em que a potência alcançou 5 Kw, Lauro Müller teve a satisfação de assistir a inauguração da Rádio Tropical FM, a primeira emissora de freqüência modulada da região.  

O RÁDIO EM CANELA -RS

A 20 de março de 1951, na cidade serrana e turística do mesmo nome, foi fundada a Rádio Clube de Canela.

O RÁDIO EM CAÇAPAVA DO SUL-RS

A 20 de maio de 1951 foi fundada a Rádio Caçapava do Sul - ZYK-218, pelo Dr. Paschoal Pery Gorrese, Gomercindo Prates Chaves, ambos radioamadores e Ernani Miranda.

O RÁDIO EM ESTRELA-RS

A 1º de dezembro de 1951 foi fundada a Rádio Alto Taquari, emissora integrante do Grupo “Emissoras Reunidas Rádio Cultura Ltda.”, com sede em Porto Alegre.

O RÁDIO EM TORRES-RS

A 24 de  março de 1954, por iniciativa da Mitra Diocesana de Caxias do Sul e em caráter experimental, foi ao ar a Rádio Maristela de Torres. Somente três anos mais tarde, a 19 de setembro de 1957, sob a direção de Dom Benedito Zorzi e do Dr. Nilton Nogueira, foi inaugurada, oficialmente, a ZYK-311 - a “Estrela do Mar”. A Rádio Maristela foi de fundamental importância para o Vale do Três Forquilhas, quando informava, diariamente, o estado de saúde dos pacientes, do interior do município e adjacências, hospitalizados na cidade de Torres, além dos diversos horários em que transmitia recados de interesse da coletividade, suprindo a lacuna da precariedade das comunicações na época. 

O RÁDIO EM BAGÉ-RS

A 27 de fevereiro de 1956 foi fundada a Rádio Sociedade Difusora, “A Voz de Bagé”, por Vicente Galo Sobrinho, que mais tarde transformou em fundação, destinando parte de seu patrimônio a seus funcionários mais antigos.

O RÁDIO EM CACHOEIRA DO SUL-RS

A 29 de abril de 1956 foi fundada a Rádio Princesa do Jacuí, por um grupo liderado pelos irmãos Ernesto e José Pertilli. Este mesmo grupo implantou, no mesmo ano, mais duas emissoras, uma em Candelária-RS e outra em Porto Alegre-RS.

O RÁDIO EM OSÓRIO-RS

A 28 de agosto de 1957 foi fundada, por Antônio Paula Benfica, a Rádio Osório Ltda., sob o prefixo ZYK-264, com 5 Kw de potência e freqüência de 750 KHz. A Rádio Osório, em princípio, não inovou, tendo seguido o estilo de programas usuais nas demais emissoras da Região.

O RÁDIO EM BUTIÁ-RS

A 2 de fevereiro de 1979 foi inaugurada a Rádio Butiaense pelo Ministro das Comunicações Euclides Quandt de Oliveira.