Artigos sobre Radioamadorismo

O RADIOAMADORISMO EM MONTENEGRO

O RADIOAMADORISMO EM MONTENEGRO

Conforme depoimento pessoal, o primeiro radioamador licenciado em nosso município foi José Mendes Moreira Guedes - PY3XW, da localidade de Porto Garibaldi, habilitado na década de 40 e que, por uns quinze anos, foi o único radioperador de Montenegro. Somente em 1959 surgiram mais dois radioamadores: Ezequiel Ribas dos Santos - PY3AQK, e Armênio Monteiro - PY3BNU, ambos telegrafistas profissionais da Viação Ferrea, quando Montenegro e Santa Maria eram importantes centros de comunicações e de controle de tresns do Estado do Rio Grande do Sul. No decorrer de 1960 e 61, levados pela amizade e pelo gosto da eletrônica, ingressaram no radioamadorismo os técnicos Marne José Marques - PY3BNG, e Ciro Alfredo Haas - PY3BQJ. Em 1964, com a vinda a Montenegro do professor Domingos Gabriel Michelon - PY3BLR, e do médico Jacob Kirjner - PY3BNV, ambos vindos da cidade de Canela-RS, foi criada a Subdiretoria da Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão - LABRE/RS em nossa cidade, sendo eleito como titular da função, por unanimidade, o professor Domingos Gabriel Michelon.

A subdiretoria local da LABRE/RS foi enriquecida, nesse mesmo ano, com o ingresso do radiotécnico Carlos Henrique Blome - PY3BZN, bem como pelo ingresso do telegrafista da Viação Férrea, Garibal Pimentel - PY3CAN. No ano de 1966 recebemos em nosso meio, vindo transferido do Estado do Mato Grosso, o jesuíta Edwino Ignácio Rohr - PY3CMF. No mesmo ano, foi habilitado e licenciado Luiz Argenti Pereira - PY3CIW, posteriormente PY3CX. Luiz Gustavo Taday - PY3DAC, ingressava no radioamadorismo em 1972, e no mesmo ano, embora não residindo em Montenegro, pois estava cursando a Escola Preparatória de Cadetes do Ar, em Barbacena, recebe seu indicativo de chamada, no Rio Grande do Sul, Gilnei Ramos Moraes - PY3DAB e posteriormente, PY3WOP, filho do casal Alzemiro de Moraes - PY3ALK e Emma Ramos Moraes - PY3WHC, a primeira radioamadora de nossa cidade, estes licenciados em 1975 e 76, respectivamente. No ano do Centenário de Montenegro, em 1973, foi organizado, pela subdiretoria local, um Concurso Internacional entre os radioamadores, ocasião em que foram realizados mais de mil contatos pelo rádio, sendo distribuídos outros tantos diplomas aos participantes, divulgando Montenegro como potencial econômico e industrial. Luiz Argenti Pereira, no ano de 1974, tomava as rédeas da subdiretoria e, em 1975, é reconduzido ao cargo Domingos Gabriel Michelon.

O engenheiro Newton Moreira Guedes - PY3GWN, que residia em Santos, São Paulo, filho do primeiro radioamador montenegrino, retorna aos pagos em 1978, assumindo a direção da Cerâmica Aita, em Porto Garibaldi, enriquecendo as nossas fileiras. Da mesma forma, ao passar a residir em nossa cidade, ingressava no radioamadorismo, em 1980, o jornalista profissional e fotógrafo publicitário Dante Vanderlei Efrom - PY3XDV, posteriormente PY3ET, casado com a médica montenegrina Belkis Stoffel Efrom. Naquele mesmo ano, com a transferência do subdiretor Domingos Gabriel Michelon para a cidade de Estrela, para assumir a direção do Centro Social do SESI naquela localidade, foi nomeado Subdiretor Alzemiro de Moraes. Este, em 1982, passa o cargo a Dante Vanderlei Efrom. Nestes dois períodos, ingressaram no radioamadorismo: o médico Marcos Antônio Farret - PY3WME; o casal Rubin Kerber, PY3XRJ, e Maria Doroti Kerber - PY3XMD; o casal Nei Noll - PY3YNN, e Edith Noll - PY3YEE; Selita Eitelwein - PY3XQB, e a filha Rojane - PY3XQR; Vera Maria Noll - PY3XQS,  além de Karel Schreiber - PY3VKM. No final do ano de 1982, o jornalista Dante Vanderlei Efrom - PY3ET, que publicou, a nível regional, o boletim informativo  “CQ Montenegro”, distribuindo gratuitamente aos radioamadores da região do vale do Caí e municípios vizinhos, é convidado a assumir a editoria do jornal “Minuano”, de Porto Alegre, mais tarde “QTC Minuano”, órgão oficial da Diretoria Seccional da LABRE/RS. Em virtude destas novas funções, é reconduzido, pela terceira vez, à subdiretoria local, o radioamador Domingos Gabriel Michelon - PY3BLR.

O SURGIMENTO DA “AMOR”

Daí pra frente, aumentava cada vêz mais o número de interessados na atividade radioamadorística, em âmbito local. O subdiretor da LABRE/RS em Montenegro, Domingos Gabriel Michelon, com o auxílio dos radioamadores: Newton Moreira Guedes, Ciro Alfredo Haas, Alzemiro de Moraes e Dante Vanderlei Efrom, iniciou, em maio de 1983, um curso de preparação de candidatos ao serviço, ministrando aulas sobre Legislação , Ética Operacional, Radioeletricidade e Telegrafia, visando a capacitação de exames perante banca examinadora do DENTEL, em Porto Alegre. Por ocasião dos exames, em 15 de agosto de 1983, foram aprovados e licenciados os seguintes montenegrinos: Gélia Terezinha da Silva - PY3VRS; Celso Sandoval Martins da Silva - PY3VRT; Adroaldo José Machado - PY3PB; Elói dos Santos - PY3PE; Luiz Zang - PY3OX, e Paulo Roberto Gallas - PY3OY. O quadro dos radioamadores em Montenegro já era bastante grande e a subdiretoria, com o apoio da Diretoria Seccional da LABRE/RS, e do Dentel regional, pensou em formar uma associação que congregasse os operadores locais. A 28 de outubro de 1983, em conseqüência, reunidos os radioamadores locais e operadores da Faixa do Cidadão, foi criada a “Associação Montenegrina de Operadores de Rádio” - AMOR, sigla que bem indica o espírito que haveria de irmanar os radioperadores de Montenegro. Posteriormente, um grupo formado para a função, apresentou, em assembléia geral acontecida na data de nove de dezembro de 1983, o estatuto da nova entidade, o qual, com algumas emendas, recebeu aprovação.

A 16 de dezembro, em assembléia geral extraordinária, seguida com janta natalina, seguindo o que determinava o estatuto recém aprovado, foi eleito o Conselho Fiscal que, por sua vez, escolheu como Presidente da AMOR o radioamador e operador da Faixa do Cidadão, Luiz Zang. Como Vice-Presidente ficou o operador Jurandir Carvalho d’Ávila. O Presidente e o Vice, ato contínuo, convidaram para compor a primeira diretoria, no cargo de primeiro-secretário, o radioamador, operador da Faixa do Cidadão, além de subdiretor da LABRE/RS, Domingos Gabriel Michelon. Para a função de segundo-secretário, foi escolhida a radioamadora Emma Ramos Moraes. Para primeiro-tesoureiro, o radioamador e operador da Faixa do Cidadão, Paulo Roberto Gallas; como segundo-tesoureiro, o radioamador e operador da Faixa do Cidadão Adroaldo José Machado. A novel associação foi enriquecida com o ingresso de André Luis Jing Michelon, que em 27 de março de 1984, prestava seu exame de radioamdor, perante banca examinadora do DENTEL, em Porto Alegre, sendo aprovado e licenciado no mesmo dia. André Luis é o mais jóvem radioamador de Montenegro, do Rio Grande do Sul e do Brasil. Neste ano de 84, a associação já promoveu um curso sobre orientação e técnicas operacionais, além de várias reuniões sociais. Quinzenalmente irradia também seu QTC-falado, contendo informações sobre telecomunicações, notícias do Ministério das Comunicações, orientações do DENTEL, bem como notas sociais, e, no dia três de maio, fez uma demonstração pública de radiocomunicação, proporcionando à população e às escolas, interligarem-se pelo rádio.

RADIOAMADOR MONTENEGRINO COLABORA NA SALVAÇÃO DE BARCO URUGUAIO

O radioamador Domingos Gabriel Michelon - PY3BLR, de Montenegro-RS, cuja pronta ação, no ano de 1977, contribuiu para o salvamento da embarcação “Jonense I”, do Uruguai. O episódio serve também para demonstrar, mais uma vez, a utilidade pública do radioamadorismo: além de contribuírem, através de suas pesquisas, para o aperfeiçoamento técnico da eletrônica e das telecomunicações, seus integrantes, sem remuneração de espécie alguma, procuram auxiliar, igualmente, de todas as formas ao seu alcance, a todos aqueles que necessitam da prestação de serviços de radiocomunicações em situações de emergência.

A carta que a seguir transcrevemos exemplifica a afirmação:

“DIRECCION GENERAL DE DEFENSA CIVIL URUGUAY
Montevideo, 01 de junio de 1977

Señor
Domingos Gabriel Michelon
Rio Grande del Sur
De mi mayor consideración:
Le es muy grato a esta Direcion General destacar la valiosa y positiva colaboración prestada a nuestra Estación Oficial, CX3XA, por vuestra estación PY3BLR, en el operativo rastreo Radio-telefónico, realizado con motivo del acidente que sufriera la nave “JANENSE I’, la que fue posible localizar com vuestra cooperación.
Una vez más, la radio-afición ha demonstrado su valiosa contribución en procura de la salvaguardia, ayuda y auxilio en circunstancias de graves riesgos para la vida humana, dando ejemplo de vigilante prevención, al servicio desinteresado y eficaz, del pueblo.
Sólo la satisfacción del deber cumplido es el premio a tanto desvelo, y estamos seguros que esta recompensa imponderable, significa para el Radio-aficionado su mayor galardón, junto con el agradecimiento de quienes reciben el beneficio de vuestra atención y actividad.
Esta Dirección General felicita a usted por su importante actuación en el operativo señalado y le agradece su eficaz concorrencia al llamado de rastreo de nuestra Estación CX3XA.
Muy atentamente,
Coronel Esaú N. Olmos
Director General de Defensa Civil

MONTENEGRO COM O MAIS JOVEM RADIOAMDOR BRASILEIRO

André Luis Jung Michelon, filho do casal Domingos Gabriel Michelon, subdiretor da LABRE/RS, em Montenegro, e Celita Jung Michelon. André Luis era - no momento da elaboração desta obra - o mais jovem radioamador do Rio Grande do Sul e, possivelmente, do Brasil, recebendo o seu indicativo de chamada dentro das novas normas baixadas pelo Ministério das Comunicações. No dia 27 de março de 1984, André Luis, com apenas 14 anos de idade, prestou exames perante a banca examinadora do DENTEL, em Porto Alegre, que o julgou habilitado. No mesmo dia recebeu o indicativo de chamada PU3VTP. Naquele exame foram aprovados apenas 57% dos candidatos, demonstrando que a seleção é muito rigorosa. Também no dia 27, às 18 horas, na “Rodada da Ave-Maria”, foi “batizado”, isto é, fez o seu primeiro comunicado no rádio, em AM, com o radioamador Nilton Barbosa da Silva - PY3XNS, da cidade de Viamão-RS, que se tornou seu “padrinho”. Em SSB, o primeiro contato de André Luis foi com o radioamador Orvalino Antônio Crestani - PY3AAV, da cidade de Garibaldi-RS. A sua “madrinha” no radioamadorismo foi Iolanda Dillenburg - PY3YOI, da cidade de Campo Bom-RS, sendo que o “padre” da “cerimônia de batizado” foi Nestor Wagner - PY3AMG, em Capão da Canoa-RS, que derramou, via éter, a “água eletrônica batismal” sobre a cabeça de André Luis que, deste modo, entrou oficialmente na Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão. André Luis - PU3VTP, com menos de quatro meses de rádio já fez mais de 300 comunicados com colegas brasileiros, do Uruguai e da Argentina.

Obs.: Texto extraído do livro “MONTENEGRO DE ONTEM E DE HOJE” editado pela Prefeitura Municipal de Montenegro, sob a coordenação da     Professora Maria Eunice Müller Kautzmann.