Artigos sobre Radioamadorismo

DE ONDE VEIO A LABRE?

DE ONDE VEIO A LABRE? PARA ONDE VAI?

Por Osmar Rosa Ferreira - PP5AGK, ex PY3AGK

De onde veio a LABRE? Para onde vai? São perguntas que talvez poucos possam responder. Pois, no longínqüo ano de 1934, mais precisamente a 2 de fevereiro daquele ano, foi criada a LABRE. Existia e funcionava em São Paulo uma "Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão", desde 12 de fevereiro de 1931; no Rio de Janeiro também funcionava a "Rede Brasileira de Radioamadores", desde 13 de fevereiro de 1933. A existência de duas sociedades com os mesmos objetivos, as mesmas finalidades, coesão e harmonia, com o fito de congregar os aficionados do radioamadorismo nacional, preocupava seus associados. E, então, para que duas entidades iguais? Se as finalidades eram paralelas, só poderia uma enfraquecer a outra e nenhuma ter a projeção desejada.

Foi essa a questão levantada pelos primeiros radioamadores brasileiros, congregados em cada uma das entidades. Procurando um denominador comum, reuniu-se no salão da União dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro, um grupo de idealistas, representando as duas associações, resolvendo fundar a LIGA DE AMADORES BRASILEIROS DE RÁDIO EMISSÃO - LABRE, absorvendo o quadro social daquelas entidades, tendo na oportunidade sido eleita a primeira diretoria, que foi encabeçada pelo colega Henrique Dolbeth Lucas e um grupo de companheiros. A estes colegas registramos o nosso respeito e gratidão. Existia também nos estados do Sul mais uma entidade, chamada "Rádio Círculo do Sul" que, com o advento da fusão e a conseqüente criação da LABRE, resolveu juntar-se à esta. Logo a seguir, foi criada no Rio Grande do Sul a Delegacia Estadual da LABRE, sendo nomeado, para seu primeiro delegado, Gustavo Welp Filho - PY3AW, então radioamador atuante.

Lembramos dois gaúchos que presidiram a LABRE: Léo Guedes Etchegoy - PY3BNQ e Remy Flores Toscano - PT2VE, ex PY3AKG. Atravessando períodos de ditaduras, guerra e revoluções, manteve-se a LABRE sempre altaneira e cumprindo as suas finalidades, subsistindo com as suas próprias arrecadações, sem subvenções de qualquer ordem, no limiar do seu 74º aniversário. O trabalho e a vontade de servir fez com que a LABRE, graças à cooperação de seus associados, atingisse a atual estrutura, reconhecida internacionalmente. Poucas organizações conseguem manter representações em todas as unidades da federação, por isso é de âmbito nacional.

Salve a LABRE!