Artigos sobre Radioamadorismo

Por: A TELEGRAFIA

A TELEGRAFIA

Para falarmos sobre a radiotelegrafia, “CW - Carry-Wave”, transmissão da onda portadora, cumpre-nos verificar a sua etimologia. Vem do idioma grego “Tele = distância “graphein” escrita, ou seja, transmissão da palavra escrita à distância. Em 1864 o físico escocês James Clerk Maxwell, formulou a teoria de que uma onda luminosa, considerada como uma perturbação eletromagnética, propagava-se no espaço vazio atraída pelo éter. Porém, faleceu sem levar a teoria para o campo experimental. Decorridos vinte e três anos, mais precisamente em 1887, um estudante alemão impressionado com a teoria de Maxwell, construiu um aparelho composto de duas varetas metálicas, de cerca de oito centímetros de comprimento, separadas uma da outra por um intervalo de dois centímetros. Unindo cada varetinha aos pólos de um gerador de alta tensão, o dispositivo gerava correntes alternadas de período curto, que variavam rapidamente.

Certa ocasião, observando o seu excitador, notou com espanto, que a faísca gerada entre as varetinhas, saltava entre as pontas de um arco metálico, que não tinha ligação alguma com a sua máquina, descobrindo assim, a propagação através de ondas, à mesma velocidade da luz, ou seja, cerca de 300.000 (trezentos mil) quilômetros por segundo. Estava realizado o sonho de Maxwell. O jovem estudante alemão era Heinrich Rudolf Hertz, que por não haver percebido a enorme importância para se tornar rico, morreu pobre, aos 37 anos de idade. Modernamente, as ondas eletromagnéticas, tomaram o nome de Hertezianas em sua homenagem, denominando as frequências de rádio de “Hertz”, ao invés de ciclos.