Dicas para uma gravidez saudável


Ter um filho é um dos momentos mais importantes na vida de uma família e de toda a energia está centrada no cuidar desse bebê desde o seu nascimento, mas o que acontece durante a gravidez? Em seguida, algumas dicas para levar uma gestação saudável e, desta forma, evitar complicações para a criança e a futura mamãe.


Em primeiro lugar, há que contemplar não somente a saúde física afeta o desenvolvimento normal de uma gravidez, mas também o bem-estar psíquico e emocional. Em seguida, a dr.ª Cecília Avancini, Chefe de Pediatria do vittal, detalha quais são as recomendações que você deve seguir uma mulher durante a fase de gestação para se sentir bem, minimizar os riscos durante o trabalho de parto e contribuir com a saúde futura do seu filho/a:



  • Comer e beber saudável: sugere-Se ter uma dieta equilibrada e moderada, rica em ácido fólico, ferro e cálcio, mas reduzida em gorduras. Além disso, deve-se ter em conta que uma mulher grávida requer somente 300 calorias adicionais por dia, portanto, o mito de que é necessário “comer por dois” é falso. É igualmente essencial incorporar legumes, frutas, cereais, lácteos e leguminosas, enquanto que a ingestão diária de proteínas de carne e peixe (não crus) fará com que o bebê cresça saudável e a mama não ganhar peso em excesso. Há que beber uma quantidade suficiente de água (dois litros por dia) e diminuir a ingestão de chá, café e refrigerantes. Álcool, drogas e medicamentos que não tenham sido indicados pelo médico estão totalmente contraindicados.

  • Tomar suplementos de vitamina a pré-natais: O médico recomendar suplementos contendo ácido fólico e ferro. Os primeiros são necessários para reduzir o risco de malformações congênitas do tubo neural, como a espinha bífida. Por outra parte, durante a gravidez aumenta o requerimento de ferro no organismo, especialmente no segundo e terceiro trimestre.

  • Fazer exercício: Há certas atividades muito recomendadas para as grávidas, como caminhar, praticar yoga, pilates, natação ou exercícios com bolas gigantes. Sem exceder-se em esforço, o exercício controlado beneficia a mãe e o bebê durante a gravidez e ajudará a mulher a se recuperar mais rapidamente o seu peso, uma vez que o bebê nascer.

  • Não fumar: Fumar durante a gravidez aumenta o risco de um aborto espontâneo, retardo de crescimento, descolamento de placenta e parto prematuro. Por sua vez, há estudos que encontraram uma relação entre o fumo e um aumento nas chances de ter um bebê com lábio leporino e palato fendido.

  • Assistir a todas as visitas médicas: Ir a todos os controles médicos e seguir as instruções do obstetra, que indicará as provas pré-natais correspondentes, é primordial. Além disso, estes estudos trazem tranquilidade e constituirão a aproximação inicial ao bebê, já que com as ecografias teremos suas primeiras imagens.

  • Usar roupa adequada e cuidar da mente: recomenda-Se o uso de calçado e roupas confortáveis, mas sem deixar de lado o estilo que está acostumada a futura mamãe, dado que priorizar a sua auto-estima contribui para o normal desenvolvimento da gravidez. Por sua parte, procurar atividades que proporcionem tranquilidade e fazer exercícios de relaxamento nos ajudar a nos sentir melhor, como fazer atividades que gostamos de ir ao cinema, ler ou sair. E um bom descanso durante a gravidez é muito importante, já que o organismo está fazendo um esforço para proporcionar ao bebê tudo o que precisa para se desenvolver.

  • Cuidar da pele: Na gravidez devem-se aplicar cremes protetores solares para evitar o aparecimento de manchas, porque, por ação de hormônios, nesta fase, a pele sofre alterações, como a hiperpigmentação. Você também tem que usar cremes anti-estria, que previnem o aparecimento de cicatrizes, como resultado do estiramento da nossa pele, com especial atenção durante os meses finais, quando a pele é esticada em um ritmo muito rápido.

  • Agendar uma consulta com o dentista: Não há que esquecer a higiene e a saúde bucal: escovar os dentes depois de cada refeição, usar fio dental e visitar regularmente o dentista. As mudanças hormonais durante a gravidez podem torná-lo mais suscetível a doenças de gengiva, como gengivite e, por sua vez, cada vez há mais evidências da correlação entre a gengivite avançada, ou periodontite, com o parto prematuro e bebês de baixo peso ao nascer.

  • Aulas de preparação para o parto: Ajudam a adquirir conhecimento e consciência sobre as mudanças em nosso corpo, e conhecer conceitos sobre as fases do parto, a higiene do bebê, a amamentação e assim nos sentimos mais preparados para o que está por vir. Na medida do possível, é bom compartilhar essas atividades em casal.

Consultoria: Dra Cecilia Avancini, Chefe de Pediatria do vittal

Dicas para uma gravidez saudável
Classifique essa matéria