Alimentos congelados: Como conservá-los bem

O congelamento provoca um efeito mínimo sobre o conteúdo nutricional dos alimentos: apesar de as frutas e legumes frescos perdem entre 15 e 20% de sua vitamina C, no caso da carne e do peixe, os nutrientes permanecem quase intactos.

Ao submeter os alimentos a uma temperatura muito baixa, frenamos a sua deterioração e a perda de suas propriedades sensoriais (cheiro, sabor). Com este processo também conseguimos parar ou retardar a ação dos microrganismos, mas não os eliminamos, como acontece quando os cozinhamos com calor intenso. Por este motivo, se manipulamos os alimentos congelados de forma incorreta, colocamos a nossa saúde em risco.

Evita riscos

É muito importante não voltar a congelar os alimentos que foram descongelados, mesmo que parcialmente, já que, ao adquirir uma maior temperatura, as condições são propícias para a atividade microbiana, sair e que a quantidade de bactérias aumenta, com o consequente risco de provocarnos uma toxiinfección alimentar.

Por isso, não devemos descongelar um alimento antes de cozinhá-lo, deixando-a durante horas à temperatura ambiente, mas mantendo-se previamente no frigorífico –cuja temperatura mais alta, normalmente entre -4 ° C -7 ° C– durante o tempo necessário até que o descongelamento seja completa, para evitar essa rápida proliferação de microrganismos.

Congelados industriais: Nutritivos e seguros

No supermercado, encontramos uma grande variedade de produtos naturais e congelados, que podem fazer parte de uma dieta equilibrada, rica e diversificada como os produtos frescos. Embora submetidos a um processo industrial, também mantêm a maior parte de seus nutrientes e sabor, até que chegam à nossa mesa. Também com eles, você tem que manter certas precauções:

1. O recipiente deve estar limpo, sem rupturas e sem gelo. Assim você vai ter certeza de que está bem preservado.

2. Respeita o tempo de conservação. Verifique a data de validade em sua rotulagem.

3. Transporte em uma bolsa isotérmica para evitar que se descongelar. Imediatamente ao chegar em casa, guarda-os no congelador para que não se rompa o processo de congelamento (cadeia de frio). Se isso ocorrer, você poderá notar que a embalagem do produto está úmido ou molhado. Neste caso, mantém o produto na geladeira –nunca no freezer– e consuma-o em poucos dias.

Congela bem em casa

  • LEGUMES: As que se preparam cozidos ou no vapor, é conveniente escaldarlas previamente, sumergiéndolas em água a ferver durante alguns segundos. Devem deixar-se arrefecer antes de inseri-los em sacos especiais no congelador.
  • PEIXE: Ofereço, tira as escamas e córtalo em bifes antes enrole em papel para congelar –filme ou alumínio e coloque-o no congelador.
  • CARNE: É melhor mantê-la em bifes e sem ossos, e também envolvido adequadamente. A carne picada deve-se separar em pequenas porções e em sacos para congelamento, para poder retirar apenas a quantidade que vai consumir.
  • PRATOS COZINHADOS: Você pode congelar tantos os assados, como os cozidos e cozidos. Mas devem ser cozidos com menos sal e gordura, já que o congelamento aumenta o sabor.


Nem todos os alimentos devem permanecer o mesmo tempo no congelador.
Os limites máximos recomendados para cada um deles são…

  • PÃO: 3 meses.
  • PRATOS COZINHADOS: 4 meses.
  • CARNE E PEIXE: 6 meses.
  • LÁCTEOS: 8 meses.
  • FRUTA: 10 meses.
  • LEGUMES: 12 meses.

Como protegê-los do frio?

Para que os alimentos não se “queimar” com o frio, é importante envolvê-los sempre com papel filme, papel alumínio, sacos especiais para congelar ou em recipientes resistentes.

Quando é que se podem congelar?

Os alimentos devem ir para o freezer ou frios do tempo, nunca quentes.

A que temperatura deve estar?

O freezer deve estar a -18 ° C ou menos para que os alimentos se mantenham em bom estado.

Melhor ao natural

Estes são alguns alimentos que perdem consistência e sabor quando congelados e que, portanto, é melhor consumir ao natural, frescos ou recém-feitos:

  • O CREME de leite, O LEITE FRESCO E OS MOLHOS GORDURAS, porque podem ser cortados.
  • O QUEIJO, porque se desmigaja.
  • OS ALIMENTOS TEMPERADOS OU EM SALMOURA, porque se intensifica o sabor.
  • OS VEGETAIS que são consumidos frescos, como a alface, o pimento, os cogumelos e bagas, porque ficam moles e se desmancham.
  • A MASSA, porque é mole se está bem cozida.

Quando congelamos os alimentos, basta parar a ação das bactérias que contêm, não acabamos com elas.

Twitter

Alimentos congelados: Como conservá-los bem
Classifique essa matéria